texto | Bloqueado.

09:57

blog Estou na Noia poesias

Bloqueado.

Meu pensamento não flui e isso me atormenta. Como se eu estivesse por horas, anos luz, rodeando em um tornado, sem parar. Sou meu pior inimigo. Evito pensar nas minhas fraquezas para não me atacar. Evito pensar nas minhas frustrações, para não me torturar. Penso, será realmente nada em vão? Ou tudo em vão?

Nem sempre ser um questionador trouxe bençãos. Questiono o minimo, e desse questionamento, outro vem, e mais outro e mais outros. E MAIS E MAIS E MAIS... 

Provavelmente, o maior problema é saber que, de todo questionamento, tudo é incerto. Mesmo as diversas teorias analisadas. A vida parece brincar com a minha mente, parece gostar desse jogo que me deixa confuso de mim mesmo. 

Muitas vezes não me reconheço, como se esse corpo fosse minha propriedade, mas o espirito está aprisionado no tempo errado. Segundo o Karma, isso seria uma penalidade a qual devo cumprir. Mas, porra, eu quero vandalizar! 

A lei é antônimo da liberdade. 

Só preciso descobrir o que me impede de libertar-me, porque estou em uma gaiola, posso arrombar a porta e fugir. Encontrar a chave parece cada vez mais distante e talvez não me reste tempo o suficiente para encontra-la. 

O ser humano vive em função de um dia achar a chave, mas o percurso amargurado foi perdido. Ou estou no ápice da insanidade? 

Desbloqueei minha alma quando decidi ser um observador da vida. Estou apegado a ela. Hoje penso na morte, mas não quero mais morrer. Só as vezes. Porém, pensando bem, vamos morrendo dia apos dia quando não vivemos o dia apos dia. É isso. 

E eu vejo os dias e as vidas passarem da janela de casa. 


You Might Also Like

0 Comentários

FALA MEMO!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Escrevo aqui também

Subscribe