Radial

09:02

foto retirada da matéria do jornal da Folha, sobre o graffiti que estou participando na Radial Leste, SP 
Surpreendo-me, frustradamente, sobre como o caos me preenche; faz parte de mim, do meu ser. Minha alma possui abstinência da solitude. Os dias de sol, a natureza, o céu limpo... Faziam-me sentir bem, mas minhas forças, o recarregar do meu corpo se abastecia dos dias quietos e nebulosos. É o que forma a conversa intima, de mim para mim. 

Fecho as janelas, cortinas e os olhos. Fecho minha energia, inacessível. Gosto do barulho de carros percorrendo a avenida, o som sobre o concreto; as cores dos faróis. Aliás, como os faróis nos cegam, não permitindo o acesso as pessoas do lado de lá. A luz psicodélica na minha mente esconde a penumbra. 

A luz nem sempre é símbolo de liberdade ou paz. Benção. Nem tudo representa o bem, nem mesmo as pessoas de muitos sorrisos que precisam provar ao mundo o quanto possuem paz interior e se importam com a natureza. São uns desesperados, tanto ou mais quanto nós: que mantemos uma certa distancia da sociedade. 

Não somos a liberdade, não somos livres e muito menos a paz. Nós somos um labirinto; um labirinto circular. Perdidos. Então, por isso gosto, necessito do meu ser tão só. Me perco por aí só, pode deixar.

grafiteiros-se-unem-para-pintar-muro-apagado-na-regiao-central-de-sp

> demais atualizações e fotografias são postadas diariamente no instagram e no tumblr!

You Might Also Like

0 Comentários

FALA MEMO!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Escrevo aqui também

Subscribe