livro: Por que Escrevo?

12:43

Blog Estou na Noia

Por que Escrevo? é o volume 01 da coleção Mistérios da Criação Literária com organização de José Domingos de Brito, quem coleciona entrevistas de escritores há mais de 25 anos. Indagado de como se pergunta constantemente nas inúmeras entrevistas o por quê de se escrever, de como tal pergunta não é direcionada a outros artistas, José colecionou aproximadamente 700 entrevistas e depoimentos de diversos escritores do mundo afim de solucionar o questionamento. 


"Uma vez perguntaram a Louis Armstrong o que era jazz, e o grande Satchomo respondeu: "Se você precisa perguntar, não vai entender nunca". Às vezes me pergunto se a mesma resposta não valeria para a pergunta "por que escrever?". Mas, quando se lêem as frases tão diligentemente colhidas para este livro, descobre-se que tentar responder é tão natural e produtivo quanto querer perguntar." - Daniel Piza.

blog estou na noia

 O livro consta com as respostas dos escritores e uma breve biografia, o que é maravilhoso para conhecer novos escritores, analisar suas respostas com seus dados e obras. Alguns escritores constam com duas respostas, enriquecendo e proporcionando melhor conhecimento das motivações do mesmo. Imagine quantas vezes os maiores escritores do mundo não foram questionados (!!!) 

"Não se trata de imaginar o ofício de escritor como algo acima do bem e do mal. Pelo contrário, se nele existem lados obscuros, são os mesmos obscuros que costumam povoar as mentes de qualquer mortal. A diferença é o modo de lidar com isso: alguns fazem ciência, outros, esporte; e outros escrevem livros." - Bernardo Ajzenberg

blog estou na noia

Assim que iniciei a leitura foi notório perceber que a base para se escrever é apenas uma: o sentimento. Todas as respostas são baseadas no sentir. Sentir para ser. Acredito eu, nóia, que qualquer pessoa possa escrever bem, usar boas palavras cultas, daquelas que parecem xingamentos, mas não é qualquer pessoa que está disposta a jogar seus sentimentos em um papel.

"Por que viver?", claro, é uma pergunta convencional, mas para fazê-la é preciso estar vivo. Um escritor só escreve se quiser, e o mais complicado é que a essa intenção não corresponde uma simples responsabilidade individual ou social. Escritores fazem mal ou fazem bem, depende de quem os leia ou não os leia. Só que não existem livros sobre "por que ler?". O escritor não é uma voz no deserto, mas, de certo modo, se sente assim - ou precisa se sentir assim. Mas eu, se fosse você, leria este livro. É tão vital quanto o Jazz" - Daniel Piza.
blog estou na noia

"Escritores são pessoas que num determinado momento da vida sofreram algum tipo de trauma que as levou a ter essa compulsão pela literatura, pela criação de um mundo paralelo ao mundo real. Preferia não ter que escrever, mas é como se eu não tivesse direito a essa opção. Escrever é um atrapalho. Escritores são pessoas doentes." Fonte: Folha de S.Paulo, 21 de dezembro de 1997.  
"Escrevo porque desde cedo precisei encontrar uma companhia mais segura do que a companhia humana, um lugar mais seguro do que as cidades. Talvez minha solidão já fosse maior do que eu poderia suportar sem uma 'terceira perna', como se diz." Fonte: Folha de S.Paulo, 8 de maio de 1998. 
- Marilene Felinto.

A coleção consta com mais quatro volumes: Como escrevo - Literatura e Jornalismo - Literatura Cinema - Literatura Política. Tive que me conter para não adicionar muitas frases e informações incríveis, porque esse livro é muito foda! Recomendo para todos, desde os que escrevem aos que cultivam a leitura. Em uma conversa um amigo, quem admiro a escrita, me disse: "Acho que no fundo, no fundo, eu não queria ter que escrever nada... Acho que quanto mais a gente escreve, mais vai dando corda pra forca. Escrever é um processo de suicídio..." Daniel Alves Pinho - 28 de maio de 2014.
É interessante analisar a forma como a escrita habita em cada ser.

Eu digo que: Eu não escrevo poesia. Nem ao menos sei escrever. Penso que meus escritos não são meus. Nada me pertence. Como se alguém assoprasse em meu ouvido o dom, que não sei se o dom é meu; do dom de ter dom. Ou se é apenas uma farsa das minhas mãos, que só seguram a caneta e o resto se constrói...

Por que você escreve?



You Might Also Like

0 Comentários

FALA MEMO!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Escrevo aqui também

Subscribe