A cada dia sobe mais a maré

09:52

Simplesmente vou navegando, sem equipamentos de guia e me proíbo de focar meu pensamento em você. E minha vida também. Ultrapassarei qualquer iceberg e correnteza. E tsunami's de atraso. Você não pode simplesmente embarcar e navegar tão facilmente. Não pode. Não sou uma colonia de férias, não sou uma distração sua. Não me confunda com um cruzeiro. Sou viagem, viagem eterna. E nessas viagens você pode se enjoar, enjoar muito. Mas quando a gente quer de verdade dá um jeito. Eu fiz de tudo do possível do impossível pra não permitir que ancorasse.  Mas inevitavelmente perdi meu olhar sobre o seu e, instantaneamente me hipnotizei no mesmo momento em que tentava não adormecer com suas mão correndo sutilmente sobre todo o meu corpo. E é possível sentir os sintomas que me causa a cada vez que me pego lembrando. E pouco a pouco vou derretendo esse velho coração desapegado. Pouco a pouco vou fazendo parte de você, dos seus dias, da sua cama. Você ri das minhas manias e eu adoro fazer você rir. Gravo cada feição tua na memória, desda hora que pego a me olhar cochilar ao me observar quando me arrumo pra ir embora. É nessas horas que eu tento manter os pés no chão, nessas horas que me contra-digo e esqueço toda promessa que fiz a mim mesma de isolar você e evitar-te. Estou me acostumando e isso me assusta, porque eu evitei a vida toda isso. Se for embarcar, embarca de vez e tira de mim essa angustia. Permito ancorar se prometer não pegar o bote salva-vidas e me deixar afundar sozinha. Promete? Então emite o bilhete e vem embarcar na minha vida em alto mar sem receio de afogamento.

You Might Also Like

5 Comentários

FALA MEMO!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Escrevo aqui também

Subscribe