O cara

23:45

Ele é do tipo de cara que não sei decifrar. Mas ele mexe comigo. Não, é mais intenso, ele me hipnotiza, me seduz de tal forma que me faz sentir aquelas malditas borboletas no estomago. Me deixa frágil e eu odeio, mesmo, ser frágil. É inevitável, não resisto a forma como me olha, me toca, me tem. Envolve-me. Tento escaneá-lo com meus olhos de gude, como geralmente faço, mas toda tentativa é em vão. Indecifrável. Me sinto menina se está por perto, principalmente quando me protege ao passar seus braços e envolve-me na cintura. Calafrios, seguidos e constantes. (...) Esse cara que não precisa de muitos esforços, esse cara que pra mim é mais um anjo expulso do céu de tão perfeito na sua simplicidade. Esse cara no qual me apaixonei... perdidamente

You Might Also Like

3 Comentários

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Realmente gostei do texto!

    Você sabe expressar sentimentos tão bem,que de tal forma faz com que a pessoa que lê se sinta como se fosse o "eu" da historia!

    Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Ai, que linda!!

    Muito obrigada, flor. De coração! beijos

    ResponderExcluir

FALA MEMO!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Escrevo aqui também

Subscribe